Aura rafael coutinho foto carolina vianna perfil

Rafael Coutinho

São Paulo, 1980. Vive e trabalha em São Paulo/SP.

São Paulo, 1980. Vive e trabalha em São Paulo/SP. 

Rafael Coutinho é quadrinista, animador, designer e artista visual. Essa multiplicidade de atuações se revela na visualidade de seus trabalhos por uma sutil contaminação entre elementos gráficos, narrativos e pictóricos. Ligado ao campo editorial independente e ao cinema de animação, Coutinho coleciona projetos individuais e coletivos e prêmios em festivais como o HQ Mix e Festival de Cinema de Brasília. No campo da arte, suas pinturas em grandes dimensões costumam operar em uma retórica comum à fotografia still de cinema, em situações enigmáticas que autorizam o espectador a fantasiar sobre as continuidades da situação assistida, dentro e fora de cena. Nesses quadros, há uma priorização da pincelada em relação à linha, em construções formadas a partir da interação entre luz e graduações de sombras contaminadas pela cor. As transparências e sobreposições de planos conduzem a um universo onírico que perpassa essas narrativas aparentemente lineares, deixando margem para interpretarmos sua obra pictórica em uma chave de dupla burlagem do elemento linha: na fatura e em seu conteúdo. Se a pintura reclama uma certa especificidade, que em vários momentos da história da arte se traduziu pela compactação de uma história em uma cena marcante, Rafael Coutinho parece ter um método para não prescindir completamente da narrativa sequencial em razão da construção de uma só imagem. Resulta disso o mistério de suas ações congeladas e fantasmáticas, em cenas que rejeitam uma leitura apressada, uma vez que amalgamam discretamente dimensões visuais e psíquicas, temporais e espaciais.

 

Minibio

Rafael Coutinho é graduado em Artes Plásticas pela Unesp e foi integrante do grupo Base-V, dentro do qual produziu murais, exposições e publicações de arte experimental. No campo das artes visuais, vem trabalhando com as linguagens da pintura e escultura, tendo participado em diversas mostras coletivas e realizado duas individuais na Galeria Choque Cultural. Em 2018, fez a exposição individual Joder Comics em Bogotá (Colombia) e expôs seus trabalhos junto a outros artistas em Sou eu ou Sou você, mostra em formato de residência realizada no Espaço Breu. Ainda no mesmo ano, atuou como artista e produtor na exposição Meta Magma, no Espaço Chácara Lane (São Paulo), segundo momento da exposição Magma, ocorrida em Lucerna (Suíça). Em 2014, fez a curadoria da exposição Ocupação Laerte, de seu pai, Laerte Coutinho, no Instituto Itaú Cultural. É um dos coordenadores do Espaço Breu, em São Paulo.

Rafael Coutinho possui uma longa trajetória no universo dos quadrinhos, animação e artes gráficas. É conhecido por trabalhos como a graphic novel Cachalote (Quadrinhos na Cia, 2010), realizada em parceria com o escritor Daniel Galera, O Beijo Adolescente 1, 2 e 3 (Selo Cachalote, 2011, 2013 e 2015) e As aventuras do Barão de Munchausen (Cosac Naify, 2014). Seus quadrinhos foram publicados em antologias como Bang Bang (2005) e Irmãos Grimm em Quadrinhos (2007) e Muchacha (2010). É fundador da Editora Cachalote (2010), realizador da Feira Des.Gráfica (MIS/SP, 2016, 2017 e 2018) e tem trabalhos publicados em diversos veículos de comunicação brasileiros, como Piauí e Folha de São Paulo.

Em 2015 co-coordenou, com Clarice Reichstul e Érico Assis, a antologia O Fabuloso Quadrinho Brasileiro de 2015 e, em 2016, ilustrou a edição de Forrest Gump (Editora Aleph). Em 2017 lançou MENSUR (Cia das Letras) e Modo Avião (Lote 42) e assinou a coordenação do Projeto Baiacu, que partiu de um residência de quadrinistas no Instituto Hilda Hilst e deu origem à revista Baiacu (Editora Todavia), idealizada por Laerte e Angeli. Em animação, dirigiu e produziu os curta-metragens Aquele Cara (2006) e Ao Vivo (2008), e escreveu o roteiro do longa-metragem Spread (2010), em parceria com Peppe Siffredi. No teatro, vem assinando colaborações com Felipe Hirsch, como Puzzle (cenografia e artes gráficas, 2013) e Fim (ilustração e artes gráficas, 2019).

 

***

 

Rafael Coutinho São Paulo, 1980. Lives and works in São Paulo/SP.

Rafael Coutinho is a comic artist, animator, designer and visual artist. This multiplicity of performance is revealed in the visuality of his works through a subtle contamination between graphic, narrative and pictorial elements. Linked to the independent editorial field and animation cinema, Coutinho collects individual and collective projects and awards at festivals such as HQ Mix and the Brasília Film Festival. In the field of art, his paintings in large dimensions usually operate in a rhetoric common to still cinema photography, in enigmatic situations that allow the spectator to fantasize about the continuities of the situation, both inside and outside the scene. In these pictures, there is a prioritization of the brushstroke in relation to the line, in constructions formed in the interaction between gradations of light and shade, contaminated by colour. The transparencies and overlays of plans lead to a dreamlike universe which permeates these apparently linear narratives, leaving room for us to interpret the key linear elements in his pictorial work in two ways: through their abundance and their content. If a painting demands a certain specificity, which some moments in art history have translated as the compaction of a story in a remarkable scene, Rafael Coutinho seems to have found a method which does not completely lose this sequential narrative during its distillation into a single image. The result is the mystery of their frozen and phantasmatic actions, scenes which reject a hasty reading, which discreetly amalgamate visual, psychic, temporal and spatial dimensions.

 

Short bio

Rafael Coutinho has a degree in Plastic Arts from UNESP and was a member of the Base-V group, where he produced murals, exhibitions and publications of experimental art. In the field of visual arts, he has been working in the languages ​​of paint and sculpture, having participated in several collective exhibitions and held two individual exhibitions at Choque Cultural Gallery. In 2018, he held a solo exhibition Joder Comics, in Bogotá (Colombia) and exhibited his works with other artists in Sou eu ou Sou você, in a residency format at Espaço Breu. Still in the same year, he worked as an artist and producer at the Meta Magma exhibition, at Espaço Chácara Lane (São Paulo), the second phase of the Magma exhibition, which began in Lucerne (Switzerland). In 2014, he curated the exhibition Ocupação Laerte, by his father, Laerte Coutinho, at Instituto Itaú Cultural. He is also one of the coordinators of Espaço Breu, in São Paulo.

Rafael Coutinho has a long history in the universe of comics, animation and graphic arts. He is known for works such as the graphic novel Cachalote (Quadrinhos na Cia, 2010), developed in partnership with writer Daniel Galera, O Beijo Adolescente 1, 2 e 3 (Selo Cachalote, 2011, 2013 and 2015) and As aventuras do Barão de Munchausen (Cosac Naify, 2014). His comics were published in anthologies such as Bang Bang (2005), Irmãos Grimm em Quadrinhos (2007) and Muchacha (2010). He is the founder of Editora Cachalote (2010), director of the Des.Gráfica Fair (MIS/SP, 2016, 2017 and 2018) and has published works in several Brazilian media, such as Piauí and Folha de São Paulo.

In 2015 he co-coordinated the anthology O Fabuloso Quadrinho Brasileiro de 2015 with Clarice Reichstul and Érico Assis and, in 2016, illustrated an edition of Forrest Gump (Editora Aleph). In 2017 he launched MENSUR (Cia das Letras) and Modo Avião (Lote 42) and signed the coordination of the Baiacu Project, which began as a comic book residency at the Hilda Hilst Institute and gave rise to the magazine Baiacu (Editora Todavia), created by Laerte and Angeli. In animation, he directed and produced the short films Aquele Cara (2006) and Ao Vivo (2008), and wrote the script for the feature film Spread (2010), in partnership with Peppe Siffredi. In theatre, he has signed collaborations with Felipe Hirsch, including Puzzle (scenography and graphic arts, 2013) and Fim (illustration and graphic arts, 2019).



Work img 6479 670
Work img 6480 670


2017 - Festival Literário de Passo Fundo.

2017 - Festival de Cinema de Brasília, Melhor Animação (Torre).

2016 - HQ MIX, Melhor Projeto Editorial (O Fabuloso Quadrinho de 2015).

2016 e 2014 - HQ MIX, Melhor Publicação Independente (O Beijo Adolescente 2 e 3).

2012 - Prêmio Folha de São Paulo, Melhor Projeto Editorial Especial.

2007 - HQ MIX, Melhor Projeto Editorial (Laertevisão).

2004 - Festival de Cinema de Vitória, Prêmio Porta Curtas (Aquele Cara).

2002 - MTV Music Awards Brasil-, Melhor Videoclipe de Animação (Chapa Coco).

 

Exposições individuais

2018 - Joder Comics - Bogotá, Colômbia

2012 - Fogo Fácil, SP-Arte - Acervo Choque Cultural, São Paulo/SP.

2011 - Os Últimos Dias do Pornô, Acervo Choque Cultural, São Paulo/SP.

 

Exposições coletivas selecionadas

2018 - Sou eu e Sou você - Espaço Breu, São Paulo/SP

2018 - Meta Magma - Chácara Lane, São Paulo/SP

2017 - Festival Literário de Passo Fundo/RS.

2017 - Festival Internacional de Beja, Beja/Portugal.

2015 - Festival Internacional de Amadora, Lisboa/Portugal.

2014 - Vinhetas en Altura, Bolívia.

2013 - Festival Internacional de Quadrinhos, Belo Horizonte/MG. 

2012 - Festival Internacional Vinhetas en Altura, La Paz/Bolívia.

2010 - HQ BR 21, Sesc Belenzinho, São Paulo/SP.

2010 - Exposição Coletiva Choque Cultural, São Paulo/SP.

2009 - Une Estivale, Galerie L.J., Paris/France.

2007 - Porcos e Tubarões (com Danilo Oliveira), Choque Cultural, São Paulo/SP.

2003 - Hollywood en Camboja, Coletivo Base-V, Buenos Aires/AR.

 

Curadoria

2015 - Transando Com Laerte, Espaço Casa Samambaia, São Paulo/SP.

2014 - Ocupação Laerte, Itaú Cultural, São Paulo/SP.

2013 - TransLaerte, Festival Internacional de Quadrinhos, Belo Horizonte/MG.

2012 - Festival Quantacon, Quanta Academia de Artes, São Paulo/SP.

2008 - Exposição de Originais de Quadrinhos, Loja Cachalote.

2007 - A Conquista do Espaço, Exposição Internacional de Arte de Rua, Sesc Pinheiros), Curadoria e Coordenação (coletivo Base-V).

 

Projetos

2020 – Desenvolvimento do projeto Grapevine (plataforma digital que une imagem e áudio) junto à Universidade de Bristol

2019 - Criação e direção de projetos e roteiros para audiovisual junto à produtora YOURMAMA

2019 – Identidade visual da peça FIM, de Felipe Hirsch

2018 – Participação no projeto de Narrativas e Cidades – Colômbia (parceria Colômbia/Reino Unido) 

2017 - Projeto Baiacu, Coordenação e Produção | parceria com Sesc Ipiranga e Instituto Hilda Hilst.

2017 e 2016 - Feira Des.Gráfica, MIS/SP.

2016 e 2014 - Puzzle, Cenografia e identidade visual para quatro peças de Felipe Hirsch.

2014 - Gravuras Narrativas | com Pedro Franz e Diego Gerlach.

2014 - Editor do site Nébula, Portal Medium.

2013 - 1000 Quadros | com Rafael Sica.

2013 - Cubos | com Eduardo Belga, Gabriel Góes, Gabriel Mesquita, Lucas Gehre e André Valente.

2011 - Editor do projeto de Quadrinhos, Portal IG.

2009 - Fundou a Editora Narval/Cachalote.

2006 - Fundou a Loja Cachalote.

 

Animação

2017 - Curta Metragem “Torre”, Concept Art e Direção de Arte | com Pedro Franz, Estúdio Teremim.

2005 - Curta Metragem “Ao Vivo”, Animação, Produtora Sala 12.

2003 - Curta Metragem “Aquele Cara”, Direção de Animação e Animação, Produtora Zoi Filmes.

2003 - Videoclipe “Uh Uh Uh, Lá Lá Lá Ié Ié” (Pato Fu), Direção de Animação e Animação, Independente.

2001 - Videoclipe “Chapa o Coco” (XIS), Animação, Cybercomics.

 

Publicações

2017 - Mensur, Quadrinhos na Cia.

2017 - Modo Avião | com Lucas Santanna e J.P. Cuenca, Lote 42.

2017 - Revista Baiacu, Edição e coordenação, Todavia.

2016 - Forrest Gump, Editora Intrínseca.

2016 - Robin Hood, Editora FTD.

2015 - As Surpreendentes Aventuras do Barão de Munchausen, Cosac Naify.

2015 - O Fabuloso Quadrinho Brasileiro de 2015, Edição e Coordenação, Editora Cachalote.

2015 e 2014 - Coleção FRANCA, Edição e Coordenação de 5 Edições, Editora Cachalote.

2014 - Webtrip, Festival de Lyon, França.

2010 a 2014 - O Beijo Adolescente 1,2 e 3, Editora Cachalote.

2010 a 2013 - Coleção MIL, Edição e Coordenação de 12 edições, Editora Cachalote.

2010 - Drink, Editora Cachalote.

2009 - Cachalote, Quadrinhos na Cia.

2009 - Coleção Gazzara, Coordenação e Edição, Editora Cachalote.

2007 - Contos dos Irmãos Grimm, Branca de Neve (coletânea), Editora Barba Negra.

2005 - Bang Bang (coletânea), Editora Devir.

 

Livros Ilustrados

2019 – Ilustrações para o livro “O Retrato de Dorian Gray". Editora Darkside

2018 – Ilustrações para o livro “Piratas à vista!”, Editora FTD

 

Cursos ministrados

De 2016 a 2020 – Model Leader e professor de Creativity, Concept and Story da Ebac – Escola de Animação

Ministrou o Curso Ilustração, Impressão e Publicação na rede SESC de São Paulo entre 2004 e 2006, e o curso Desenho e Narrativa (Projeto Arte da Palavra) em diversas unidades nacionais do SESC entre 2014 e 2017, entre outros.

 

Membro de júri

2020 – Projeto de residência para artistas colombianos em Angoulême/França

2019 – Convocatória Ibero-americana de Cidades Ilustradas – Madrid/Espanha

2017 - Prêmio Jabuti - Categoria Ilustração.

2016 - Bienal de Quadrinhos de Curitiba.

2012 - Prêmio Barba Negra.

 

×